A Iniciativa Regional, uma resposta antecipada à Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável.

Através de um instrumento inovador de cooperação intergovernamental criado por 27 países da região, que conta também com o compromisso de organizações de empregadores e trabalhadores, América Latina e Caribe se propõe atingir a meta 8.7 da nova Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que busca acabar com toda forma de trabalho infantil para 2025.

A meta 8.7 propõe “adotar medidas imediatas e eficazes para erradicar o trabalho forçado, pôr fim as formas contemporâneas de escravidão e o tráfico de pessoas e garantir a proibição e eliminação das piores formas de trabalho infantil, que incluem o recrutamento e a utilização de crianças soldados, e daqui até 2025, pôr fim ao trabalho infantil em todas suas formas”.

Contamos com uma experiência acumulada de 20 anos de ação sustentada em matéria de prevenção e erradicação do trabalho infantil e de proteção ao trabalho permitido do adolescente, período em que conseguimos retirar do trabalho a 7,5 milhões de crianças.

Hoje temos o compromisso de conseguir a primeira geração livre de trabalho infantil em nossa região, um objetivo para o qual devemos enfrentar com urgência a preocupante estagnação na redução do trabalho infantil e o aumento do trabalho infantil perigoso1

Para nós, a persistência do trabalho infantil constitui um freio tanto para o desenvolvimento da infância quanto para o desenvolvimento da região e o cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Nós propomos acabar com o trabalho infantil através de um esforço mais focalizado, coordenado e integrado, desde o interior de nossos países para a totalidade de nossa região.

 


1 OIT, 2013. Medir os progresso na luta contra el trabalho infantil: estimativas e tendências mundiais 2000 e 2012 http://www.ilo.org/wcmsp5/groups/public/@ed_norm/@ipec/documents/publication/wcms_221799.pdf