Plano de Ação para acabar com o trabalho infantil na América Latina e no Caribe até 2025

22 de julho de 2022

trabalho infantil

A Iniciativa Regional América Latina e Caribe Livre de Trabalho Infantil elabora seu Plano de Ação 2022-2025, enfatizando a otimização das políticas públicas, setores prioritários para pôr fim a esta realidade, o fortalecimento de alianças estratégicas e o monitoramento da meta 8.7, que exige o fim do trabalho infantil até 2025.

Lima - Faltam apenas 28 meses para cumprir a meta 8,7 da ODS, que exige a eliminação do trabalho infantil em todas as suas formas. Neste contexto, a Secretaria Técnica da Iniciativa Regional América Latina e Caribe Livre do Trabalho Infantil realizou um intenso dia de planejamento para finalizar seu Plano de Ação 2022-2025 com o objetivo de cumprir o compromisso global de eliminar o trabalho infantil.

Para isso, o foco será a otimização das políticas públicas que abordam o trabalho infantil, enfatizando setores prioritários que contribuem para minimizar esta realidade (educação e treinamento para o emprego, cadeia de fornecimento, migração, trabalho decente e desenvolvimento produtivo). Também será dada prioridade ao fortalecimento das alianças estratégicas e ao desenvolvimento de um monitoramento abrangente do cumprimento dos indicadores ligados ao trabalho infantil na meta 8.7, estabelecida na Agenda 2030. O seminário acima mencionado foi realizado no Escritório Regional da OIT para a América Latina e o Caribe, de 18 a 22 de julho.

*A Iniciativa Regional da América Latina e Caribe é uma plataforma impulsionada por 30 países da região (governos, organizações de empregadores e de trabalhadores), com o apoio da OIT, da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), da Agência Andaluza de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AACID) e do Departamento do Trabalho dos Estados Unidos (USDOL).

Ainda não há comentários.

Comentários